Curso de Inglês Online: Totalmente Desvendado

Curso de Inglês Online: Totalmente Desvendado

Todos sabemos da grande importância do aprendizado de um outro idioma, principalmente o inglês. Hoje já se sabe que aprender inglês pode te ajudar desde na melhora de sua capacidade cognitiva, até a melhora de sua pesquisa no Google. É isso mesmo que você acabou de ler, porque dos 100% de conteúdo disponível nesse site de pesquisa fantástico, 80% está em inglês. Impressionante, concorda? Por esse e por vários outros motivos, estaremos hoje te passando a melhor sacada possível sobre um curso de inglês online fantástico que está ajudando centenas de pessoas pelo Brasil a fora. So, let’s go?  

Read more

Turbinando sua pronúncia (Aprovado!)

Turbinando sua pronúncia (Aprovado!)

Só basta ir em um bom dicionário que seu vocabulário em inglês vai para as alturas. Isso é a primeira fase de seu aprendizado. Só que hoje queremos compartilhar com você, sem rodeias, algumas palavras para enriquecer ainda mais seu vocabulário e ainda mais você terminar esse material sabendo a pronúncia de cada palavra corretamente.

Read more

5 Técnicas Simples Para Aprender Um Novo Idioma (Garantido!)

5 Técnicas Simples Para Aprender Um Novo Idioma (Garantido!)

Dizem que as crianças aprendem um outro idioma melhor que os adultos. Contudo isso não significa que os adultos devem desistir. Por isso hoje você irá aprender técnicas infalíveis para você aprender um outro idioma o mais rápido possível e sozinho. Você pode aplicar essas técnicas para qualquer idioma. Garantido!

Read more

5 Fortes Motivos para Aprender Idiomas

5 Fortes Motivos para Aprender Idiomas

Hoje iremos ser mais generalistas com relação ao aprendizado de uma língua estrangeira. Hoje iremos te convencer que aprender idiomas é um excelente investimento. Pois não sei se você sabe, contudo o maior investimento de um ser humano é sua mente, esse investimento é o que trará o maior retorno possível para você. Afinal, por que você deve aprender idiomas agora mesmo? Seja qual for sua escolha, acreditamos que de todos o maios importante é o inglês.

Read more

Inglês – 3 Motivos para Aprender Agora!

Inglês – 3 Motivos para Aprender Agora!

Acredito que o que estamos escrevendo hoje já deve está bastante batido em sua cabeça: “Você precisa aprender a ser um bilingue!”. Só que hoje é com uma perspectiva que julgo diferente. Garanto que após esse texto você vai querer aprender inglês o mais rápido possível. Além dos 3 motivos que estaremos te dando, vamos te passar alguns dados que irão te deixar de queixo caído :O. Continue lendo e surpreenda-se.

Read more

Como Aprender Inglês Sozinho Com 6 Dicas Incríveis

Como Aprender Inglês Sozinho Com 6 Dicas Incríveis

Se você certamente está lendo este texto é porque eu sei que você precisa aprender inglês sozinho o quanto antes. O que me diria de poder responder essa pergunta aqui: “como aprender inglês sozinho?” Talvez você, assim como eu, não quer mais participar dos treinamentos presenciais tradicionais, verdade? Então: “como aprender inglês sozinho?”. Essa pergunta é complicada, contudo hoje temos algumas dicas que julgamos ser as melhores para você aprender inglês o mais rápido e fácil possível… e melhor, você vai aprender sozinho.

Read more

Músicas em Inglês: 4 dicas para melhorar seu aprendizado no inglês.

Músicas em Inglês: 4 dicas para melhorar seu aprendizado no inglês.

Sabemos que o aprendizado em inglês, hoje em dia, é fundamental para quem quer se destacar profissionalmente, ou acima de tudo, poder entender várias culturas com uma língua que é praticamente universal. Hoje você irá descobrir as músicas em inglês que ajudarão seu aprendizado.   Read more

Como evitar o bloqueio quando falar inglês

Como evitar o bloqueio quando falar inglês

Sabe aquela hora em que alguém faz uma pergunta em inglês e você, mesmo sabendo responder e entendendo tudo, não consegue organizar as palavras na cabeça para responder? E aí quanto mais tenta, menos consegue né…

Muitas pessoas sofrem com um tipo de bloqueio quando tentam falar inglês, então saiba que isso não acontece apenas com você. E existe uma explicação muito simples pra isso que vou te contar agora. Você pode não conseguir falar por 3 razões:

1- Ansiedade em não errar

2- Timidez

3- Falta de treino

Quando a sua oportunidade de conversar com uma pessoa surgir, mas se trata de alguém com quem não tem um contato anterior, isso pode causar sentimentos de vergonha ou nervosismo e simplesmente parecer que todo o seu conhecimento desapareceu em poucos segundos.

No entanto, isso não é nenhum problema fora do comum, pois é normal que as pessoas sintam-se ansiosas perante situações diferentes, com as quais não estejam acostumadas ou nas quais sintam certa pressão. Para entender melhor basta lembrar-se daquela prova para a qual você estudou muito, mas ao chegar na hora de responder as questões deu “um branco” total.

Embora nem todas as pessoas sejam iguais e pode ser que alguém responda que nunca passou por um aperto desses, a verdade é que muitos outros sim, então, é completamente normal. Porém, não é por causa disso que você não vai buscar formas de evitar o bloqueio quando falar inglês, sendo que alguns segredos e truques são bem eficientes quando o seu intuito é de driblar “os brancos” que surgem sem aviso.

Veja quais são as dicas a seguir para evitar o bloqueio!

7 Dicas para evitar bloqueio quando falar inglês 

 

 

Como evitar o bloqueio quando falar inglês 3

 

1- Achar que não é capaz 

Muitas pessoas têm o péssimo hábito de se menosprezarem frente às mais diversas situações e com a fluência no inglês não é diferente. É claro que existem pessoas com mais facilidade de aprendizagem do que outras e se você tem que se esforçar muito para dominar o novo idioma não pense que está sozinho.

Na realidade, a grande maioria das pessoas tem que estudar muito até garantir que se vira bem com o inglês. Por isso, você não pode achar que não é capaz e que nunca dominará o idioma de “cabo a rabo”. Se pensar dessa forma, é bem possível que ao tentar iniciar um bate papo com alguém ocorra um travamento dos seus conhecimentos e pareça que tudo foi esquecido.

Especialistas lembram que todo mundo é capaz sim de aprender inglês de forma completa e que somente se o aluno tiver algum problema de aprendizagem pode haver reais problemas para se tornar fluente em uma segunda língua.

2- Sentir vergonha

Ficar envergonhado perante a possibilidade de poder começar um diálogo em inglês é bem comum e uma razão para os bloqueios que ocorrem. Mas não tem jeito, é preciso deixar a vergonha de lado e isso só é possível com a prática. Ou seja, mesmo que se sinta envergonhado, continue conversando, apesar de perceber que não está falando da forma mais correta.

À medida que você fala mais em inglês com outras pessoas, seu inglês se torna melhor e, por consequência, a vergonha começa a diminuir, porque além de estar mais fluente também tornará os diálogos em inglês mais comuns. A vergonha é uma reação perante o desconhecido, ao que não é comum em sua vida, mas a partir do momento que o inglês estiver mais junto de você, não terá porque se envergonhar.

3- Acreditar que adultos não aprendem mais

Group of students learning English as a foreign language with the American flag on the background

Tudo bem que existem muitas pesquisas que afirmam que as crianças possuem muita facilidade de aprendizagem e que por isso essa fase é a melhor para fazer cursos de inglês e para absorver outros conhecimentos. Mas isso não significa que, por outro lado, os adultos não consigam aprender mais nada.

Quando crianças, elas não tem uma série de preocupações e compromissos no dia a dia e, por isso, estão muito mais propícias a absorver tudo ao seu redor. Os adultos já são bem diferentes e a sua mente é disputada por uma série de informações, mas sempre tem lugar para mais uma.

Por outro lado, os adultos possuem a vantagem de estarem mais focados e poderem direcionar o conhecimento obtido com a nova língua para os seus objetivos pessoais, seja para viajar para outros países, conseguir uma posição melhor na carreira, etc. Se você não pensar mais que será difícil se tornar fluente, quando tiver uma oportunidade de falar no novo idioma não haverá mais bloqueios.

4- Ter medo de errar

O medo também é um grande inimigo da fluência em inglês e um grande aliado dos bloqueios. Ser você recear dizer palavras erradas ou pronunciá-las de forma incorreta é bem possível que tudo o que você aprendeu escorra direto pelo ralo. Assim como a vergonha (que pode estar andando junto com o medo) é preciso aprender a superá-la, da mesma forma que é preciso fazer com todos os obstáculos para aparecem na vida, em uma série de ocasiões.

Além disso, como diz o ditado, errar é humano. Ninguém espera que uma pessoa que está aprendendo inglês saiba falar de forma perfeita e nem mesmo se espera isso de uma pessoa que já fala inglês há muito tempo.

Dificilmente um brasileiro ou cidadão de qualquer outro país vai falar o novo idioma como um nativo, a não ser que more por muitos anos em um país de língua inglesa e, mesmo assim, nem sempre o sotaque vai embora – o que não é uma exigência para se tornar fluente em inglês, diga-se de passagem.

Além disso, especialistas lembram que errar também faz parte da aprendizagem, pois é errando que se aprende. E mais: para não errar é preciso praticar, mas se você não praticar nunca vai deixar de erra. Viu, só? Você não tem escapatória.

5- Sentir-se mal ao ser corrigido

Há também quem passe por bloqueios quando fala inglês porque, na realidade, tem receio de ser corrigido. É mais uma vez o medo e a vergonha atrapalhando o seu caminho para a fluência na nova língua. Porém, não é preciso nutrir esse sentimento, pois quando as pessoas o corrigem você identifica um erro que está cometendo, o que vai ajudar em muito para o seu processo de aprendizagem.

Esse sentimento pode surgir nas pessoas mais normalmente quando elas falam com um nativo de um país onde o inglês seja a língua oficial. No entanto, ele melhor do que ninguém sabe que você não precisa ser fluente no seu idioma e, ao contrário do que você pode imaginar, ele será a última pessoa a corrigi-lo, a não ser que você peça.

Isso acontece porque os nativos gostam de perceber que as pessoas estão tentando falar o seu idioma, se esforçando e isso apenas o deixará feliz. Da mesma forma que nós, brasileiros, ao ouvirmos um estrangeiro, quando ele tenta se comunicar em nossa língua. O nosso instinto é de compreendê-lo e não de corrigi-lo, não é mesmo?

6- Não ter um plano de estudos eficiente

Como evitar o bloqueio quando falar inglês 1

Se você quer evitar o bloqueio quando falar inglês, mas não se identificou com nenhuma das situações anteriores, então, o que falta a você é um eficiente plano de estudos. Pode ser que, simplesmente, o método que esteja usando para aprender o novo idioma não esteja funcionando.

Mesmo que seja eficiente para muitos alunos, nem todos se adaptam bem aos tradicionais cursos de inglês que costumam durar alguns anos. Nem sempre a culpa é dos professores ou da escola em sim, mas do método que é utilizado, que nem sempre estimula os alunos a estudar para além da sala de aula.

É bem mais difícil aprender inglês e evitar os bloqueios se você apenas convive com o novo idioma uma vez por semana, durante as aulas. Você pode nunca caducar uma aula e sempre fazer as lições, mas só isso não é suficiente e não é preciso muito trabalho para dominar uma segunda língua.

Ou seja, você pode trazer o inglês para a sua vida de uma série de formas divertidas, sem necessariamente ter que pegar os livros para estudar. Por mais que seja importante fazer as lições e rever o conteúdo visto em sala de aula, é também de extrema necessidade que você diariamente esteja em contato com o idioma, seja vendo TV, ouvindo música ou jogando games.

7- Não aprender a ler, falar e ouvir

Outra dica para evitar o bloqueio quando falar inglês é desenvolver as habilidades de leitura, compreensão e fala. Ou seja, não adianta conseguir ler um livro inteiro em inglês se na hora da conversação você não entende o que os outros dizem. Embora ler um livro no idioma seja ótimo, você também precisa treinar o seu ouvido para o inglês.

Da mesma forma, é preciso saber pronunciar bem as palavras e tudo isso só é possível com muita dedicação, estudo e treino. Nas horas vagas, ouça música, mas também procure compreender e cantar junto, além de prestar atenção aos diálogos dos games.

Aproveite as facilidades das internet para ler notícias em inglês, ver filmes e seriados sem legenda (e sem serem dublados), métodos esses que facilitam muito a sua aprendizagem e, com certeza, vão evitar que novos bloqueios ocorram em sua mente na próxima vez que tiver a oportunidade de falar em inglês com outras pessoas.

Mais dicas você confere aqui!

O segredo para aprender inglês em casa

O segredo para aprender inglês em casa

Quem deseja dominar o inglês de verdade tem que se valer de formas criativas de treinar o idioma. Durante a aprendizagem e depois, quando a pessoa que deseja se tornar fluente em inglês termina um curso, é mais do que importante estar sempre utilizando os conhecimentos adquiridos.

Quer Aprender Inglês pra Valer? Clique Aqui Agora!

Ao longo do curso, seja por meio de aulas em uma escola, pela internet ou por conta própria, o inglês deve fazer parte do dia a dia, o que pode ser feito assistindo programas de TV, filmes, seriados, ouvindo música e podcats e mesmo jogando games e lendo notícias e artigos, tudo em inglês! Porém, mesmo depois que você aprender o novo idioma “de cabo a rabo” deve continuar usando os conhecimentos para que eles não sejam esquecidos.

Mesmo que você faça um curso que tenha duração de quatro anos ou mais, mas quando conclui-lo simplesmente nunca mais fale, leia ou ouça em inglês é possível que, com o passar do tempo, tudo o que foi aprendido, aos poucos, dê espaço para novas informações e conhecimentos.

Então, para que o tempo de dedicação que você gastou estudando inglês não seja em vão, é necessário que a nova língua continue fazendo parte de sua vida, só dessa forma é que você poderá afirmar que o inglês é a sua segunda língua. Ok, mas e se você não trabalha em um local onde precisa fazer uso do idioma e se a sua tão sonhada viagem para o exterior vai ter que esperar mais um pouco, como afinal, continuar praticando o inglês?

O segredo para aprender inglês em casa: converse com a família

O segredo para aprender ingles falando em casa

Um jeito divertido, criativo e que, com certeza, será muito eficiente para aprender inglês falando em casa é inserir outros membros da família nos seus planos para não esquecer o que foi aprendido até o momento. Você pode em casa mesmo conversar com as outras pessoas em inglês, mesmo que elas não saibam falar o idioma, mas como?

Uma dica é, quando for falar com alguém alguma coisa, diga em inglês e depois repita em português. Se você mora com os seus pais e irmãos, avise-os de que você fará isso para estudar inglês de uma forma totalmente natural. É bem provável que eles não vão se importar, afinal, essa será uma forma de ter valido a pena os seus estudos.

Se os seus pais ajudaram você com as mensalidades do seu curso, inclusive, vão ficar muito satisfeitos em saber que o dinheiro foi bem investido. Já se alguém da sua família também estuda o idioma ou sabe arranhar algumas palavras ou mesmo domina a segunda língua, será ainda mais fácil de incluir a sua família nos seus estudos para aprender inglês falando em casa.

Caso você more em uma família em que todos saibam perfeitamente o inglês você não pode perder a oportunidade, e nem os outros, de não esquecerem tudo o que foi aprendido e treinar cada vez mais o idioma, no dia a dia, falando frases bem cotidianas. Essa atitude será fundamental e ajudará em muito quando tiver que falar com outras pessoas com quem o inglês é o único idioma em comum que vocês têm.

De qualquer forma, independente da situação em que você se encontra, se a ideia é falar em casa o inglês, entendendo ou não a sua família, vale saber como se diz todos os nomes que cada membro da família recebe, em inglês. Vamos lá!

O segredo para aprender ingles falando em casa

– Parents: pais

– Father: pai

– Mother: mãe

– Son: filho

– Daughter: filha

– Brother: irmão

– Sister: irmã

– Wife: esposa

– Husband: esposo

– Uncle: tio

– Aunt: tia

– Cousin: primo e prima

– Nephew: sobrinho

– Niece: sobrinha

– Father-in-law: sogro

– Mother-in-law: sogra

– Brother-in-law: cunhado

– Sister-in-law: cunhada

– Grandparents: avós

– Grandfather: avô

– Grandmother: avó

– Grandson: neto

– Granddaughter: neta

– Great grandfather: bisavô

– Great grandmother: bisavó

– Great grandson: bisneto

– Great granddaughter: bisneta

– Great great grandfather: tataravô

– Great great grandmother: tataravó

– Godfather: padrinho

– Godmother: madrinha

– Stepfather: padrasto

– Stepmother: madrasta

– Halfbrother: meio irmão

– Halfsister: meia irmã

Dicas para aprender inglês falando em casa

O segredo para aprender ingles falando em casa

Outra dica para quem quer potencializar os seus estudos e mesmo não esquecer o que aprendeu até o momento da língua inglesa é escolher um dia da semana para ser aquele em que você vai falar só em inglês. Caso ninguém mais da sua família possa acompanhá-lo, deixe-os avisados de que no dia X você só vai falar em inglês, claro, é provável que tenha que fazer uma tradução simultânea, mas tudo bem…

Começar a falar em casa também é uma forma de estimular os seus irmãos e mesmo os seus pais e quem mais mora na mesma casa a também ter o desejo de aprender o novo idioma. Nesse caso, você pode ensinar o que já sabe. Com isso você vai estudar também, e de um jeito extremamente eficiente, uma vez que vai repassar todo o conteúdo que já aprendeu, fixando cada vez mais o idioma.

As mesmas dicas para estudar em casa com a família servem se você mora com amigos e mesmo com o seu marido/esposa ou companheiro(a). Nesses casos, as chances de você não apenas falar em inglês, mas também se comunicar com os demais é maior, já que pode ser que eles tenham algum nível de conhecimento do idioma.

Essa sua atitude pode ainda estimular os demais residentes da sua casa a se interessarem pelo novo idioma. A ideia de passar um dia inteiro só falando inglês ou mesmo uma semana (por que não?) possivelmente o tornará fluente em inglês, ainda mais se você não tiver que ficar traduzindo tudo o que falar aos demais.

Mesmo que a conversação seja uma das aliadas mais eficientes no aprendizado de uma nova língua, apenas repetir as frases, mesmo que sejam as mesmas já ajuda em muito. Quanto mais você as repetir, mais rápido começará a falar o novo idioma de forma automática, sem ter que pensar muito no que vai dizer, porque as palavras sairão naturalmente da sua boca.

Dicas para trazer o inglês para a sua vida

O segredo para aprender ingles falando em casa

Mesmo que você defina dias nos quais vai falar apenas inglês dentro de casa, não se podem deixar de lado as outras maneiras de trazer o novo idioma para mais perto da sua vida. Existem muitas maneiras de aprender inglês falando em casa, as quais podem e devem ser uma constante em sua vida.

Escutar música, mas não só ouvir como cantar junto, é uma dica divertida e muito promissora para quem deseja se tornar fluente. Para tanto, você pode começar os estudos escolhendo canções mais lentas em que os cantores pronunciam as palavras de modo claro, assim, você pode acompanhar melhor e mesmo entender mais.

Mesmo que não seja o seu gênero musical preferido, faça uma força, treinar o ouvido é muito importante para aprender inglês rápido. Depois de ouvir a mesma música, busque na internet a sua letra e confira se você estava realmente entendendo a que a música dizia. Com a letra em mãos, agora, cante mais algumas vezes, acompanhando-a.

Com o tempo você vai ver que mesmo as canções menos fáceis de entender, que no início dos estudos você ouvia e não compreendia nada, se tornam mais descomplicadas depois de estudar mais.

O que mais fazer para aprender inglês sem sair de cada

Da mesma forma que funciona com as músicas você pode fazer com os programas de TV, filmes e seriados. As séries de comédia são as mais indicadas no início dos seus estudos, inclusive, as de comédia, que possuem diálogos mais curtos e simples.

Depois, à medida que os estudos avançam você pode ver seriados de suspense, ação, policial e mesmo se aventurar nos filme do gênero que mais prefere. Para estudar com esse material em casa você pode usar a internet, que dispõe de muito material que você pode assistir sem legendas, treinando o ouvido.

Você também pode assistir com as legendas, para treinar a leitura. Mas nesse caso, outra dica de como aprender inglês em casa é com notícias em inglês. São muitos os sites onde você pode encontrar artigos escritos no idioma e com o assunto que você preferi: política, economia, cultura, sociedade, meio ambiente e outros.

Se você já possui o costume de sempre se inteirar das notícias mais atuais logo de manhã, basta fazer o mesmo, porém, buscando fontes em inglês. Além disso, ao ler notícias no novo idioma você tem uma gama maior de possibilidades, podendo se inteirar de informações que nem sempre estão nos veículos de comunicação brasileiros.

Mas se você é do tipo que gosta de jogar games, saiba que por meio desse tipo de diversão também dá para aprender inglês sem sair de casa. Existem jogos que possuem diálogos e mesmo curtos podem ser de grande ajuda, inclusive, para o início da sua aprendizagem.

Já quem está mais avançado nos estudos pode ler um livro em inglês. Porém, o mais indicado é que seja uma publicação originalmente escrita em inglês e não traduzida, assim, corre-se menos o risco de deparar-se com uma tradução que não seja das melhores.

Quer Aprender Inglês sem Enrolação? Clique Aqui!

Mitos sobre aprender inglês

Mitos sobre aprender inglês

Existem muitos mitos sobre aprender inglês, que apenas fazem com que os estudantes percam o seu tempo, fazendo uso de técnicas inapropriadas ou mesmo seguindo um plano de estudos errôneo.

Quer Aprender Inglês de Verdade? Clique Aqui!

Para derrubar por terra alguns mitos muito comuns e mostrar a forma certa de aprender a nova língua, confira a lista a seguir!

9 Mitos sobre aprender inglês que você ouve por aí 

Mitos sobre aprender inglês 3

1 – É preciso ler para ouvir e entender 

Embora o aprendizado do inglês passe pela importância da leitura do novo idioma, o ouvido vai estar pronto para entender inglês se ele estiver treinado para isso. Ou seja, para ouvir e entender o inglês é preciso escutar e escutar muito. É de extrema importância treinar o ouvido e isso pode ser feito ao ouvir música e os diálogos de programas de TV, seriados e filmes.

Assim, a dica é sempre que possível dedicar um tempo para escutar em inglês e você pode repetir alguns áudios, os quais vão ajudar a compreender o idioma até que isso se torne automático. A fluência do inglês também exige entender o que é dito e não apenas falar, até porque uma coisa depende da outra. Repetindo bastante esses exercícios vai chegar o momento que tudo será compreendido mais facilmente.

2 – É preciso morar no exterior para ser fluente

Por mais que morar em outro país que tenha como língua oficial o inglês seja uma ótima maneira de aprender o idioma, não é preciso necessariamente morar fora para se tornar fluente. A questão é que ao morar em outro lugar, a pessoa se obriga a falar, ouvir e a ler em inglês, ou seja, vive o novo idioma e com isso é mais fácil de aprender.

Mas se mesmo sem viajar a pessoa traz o inglês para a sua vida, ouvindo música, treinando a conversação com outras pessoas, cantando, assistindo TV, seriados, filmes, etc, também é possível se tornar fluente. Além disso, existem pessoas que ao irem para outro país só se comunicam com outros brasileiros, assim, nem eles se tornam fluentes.

3 – Só sabe inglês quem sabe falar o idioma

Na verdade, saber inglês é um processo constante, pois sempre se aprende algo novo. Além disso, pode-se dizer que se domina o inglês completamente depois de passar por situações que comprovem a facilidade em se comunicar com outras pessoas em inglês, assim como entender, ler e escrever.

Por isso, para saber inglês é preciso sabe falar, mas também ter as outras três habilidades e para cada pessoa pode ser mais fácil desenvolver uma habilidade do que a outra. O mais comum é que os alunos consigam primeiro ter mais facilidade em ler e entender, que são as chamadas habilidades passivas, sendo que falar e escrever são as habilidades ativas que são adquiridas de forma mais lenta.

4 – É preciso pensar em inglês

Mitos sobre aprender inglês 1

Trata-se de um mito em parte. Ou seja, a afirmação de que é imperativo pensar em inglês é verdade quando o aluno já está em um nível avançado, quando já possui as ferramentas necessárias para pensar em inglês. Por outro lado, a afirmação está errada quando os alunos estão no nível básico ou intermediário, pois não tem como eles pensarem em inglês ainda.

O que se pode fazer nessa fase dos estudos é passar as lições de cabeça, quando se está no ônibus ou no trem indo para casa, para o trabalho ou para a universidade. Quem deseja usar esse tempo para estudar, mas não está com os livros ou outros materiais para se dedicar ao novo idioma pode fazer isso mentalmente.

Esse mito pode ter origem da confusão que se faz com a fluência (pensar em inglês) e o processo de aprender inglês, o que vai ajudar o aluno a ter os recursos necessários para então conseguir pensar em inglês e ser fluente.

5 – Quem é fluente entende tudo e todos

Existem alunos que se frustram porque já estão quase chegando ao nível avançado, mas sentem-se ainda muito distantes da fluência porque simplesmente não entendem coisas que os outros falam ou mesmo algumas músicas que ouvem. A questão é que não se torna fluente do dia para a noite e mesmo quem domina o idioma volta e meia pode ter dificuldade de entender o que os outros dizem.

É tudo uma questão de experiências e de acostumar o ouvido a novos sons. Quem está acostumado a falar com outros brasileiros em inglês pode ter dificuldade em ouvir um nativo pela primeira vez, eles podem falar mais rápido do que o seu ouvido está acostumado, mas isso não significa que tudo o que você aprendeu não serviu para nada.

Por isso da importância de treinar bastante o ouvido ao longo dos estudos, mesmo assim, é preciso saber que quanto mais você evoluir na fluência mais entendimento terá. Além disso, existem outros aspectos que podem prejudicar o seu entendimento, como os sotaques diferentes ou uma cidade nova.

Deve ser levado em consideração ainda que nem todas as pessoas possuem uma boa entonação na hora de falar, assim, algumas murmuram, falam rápido demais ou possuem problemas de dicção mesmo. Outro exemplo é quando você se vê em um contexto social ou profissional com o qual você não teve experiência, nesse momento, podem ser ditas expressões com as quais você não esteja familiarizado.

Pense no português, nunca aconteceu de alguma pessoa falar uma expressão que você não conhecia? Ambas as línguas são muito ricas e não é comum que todo mundo conheça todas as palavras que o seu idioma tem.

6 – É possível aprender dormindo

Esse outro mito tem certa verdade, mas não deve ser levado ao pé da letra. Ou seja, para aprender o novo idioma você até pode deixar tocando um áudio em inglês, mas isso não significa que você não precisa de mais nada para dominar o inglês.

Na verdade, foram realizadas pesquisas que comprovaram que alguns sons tocados durante o sono mais profundo foram lembrados por algumas pessoas que participaram das pesquisas, ao estarem acordadas. Porém, isso mostra que as informações recebidas enquanto se dorme podem influenciar a memorização e não que o aprendizado é facilitado.

Então, ouvir em inglês enquanto dorme, para fixar uma lição até pode funcionar, mas é preciso estudar acordado também. Além disso, os sons ao longo da noite de sono podem prejudicar a sua qualidade, como quando as pessoas dormem com a TV ligada, causando um sono agitado, pois não deixará a mente descansar como ela merece. Nesse sentido, o melhor, portanto, é dormir bem e no dia seguinte, bem descansado, colocar a cara nos livros.

7 – Quem é fluente não comete erros

Esse sim é um mito em todos os sentidos. Ninguém está livre de cometer erros, mesmo que já domine o inglês há muito tempo. É possível fazer uma comparação como quando alguém é experimente em uma determinada profissão, por mais que ele conheça sobre o assunto é possível que cometa enganos, por mais que as chances disso acontecer sejam menores se comparado a outro profissional iniciante.

A explicação é parecida com a do mito 5, Quem é fluente entende tudo e todos. Ninguém sabe tudo sobre tudo, mesmo que saiba muito. Como em diferentes aspectos da vida, as pessoas estão sempre aprendendo, desde as coisas mais básicas a grandes conhecimentos que exigem muito estudo.

Com o inglês é a mesma coisa, quanto mais você estudar e trazer o inglês para a sua vida, mais rapidamente se tornará fluente, entenderá as pessoas e não cometerá erros, mas eles ainda podem acontecer.

8 – A fluência só acontece depois que se domina a gramática

Essa afirmação está errada e faz muita confusão. A questão é que ser fluente é uma coisa e falar tudo certo, ou seja, gramaticalmente correto é outra. É possível que uma pessoa saiba se comunicar super bem, mas não domine a gramática. É como no português, no dia a dia, as pessoas não falam de forma corretíssima, como a gramática ensinou.

No inglês, os nativos também usam gírias, o que não está na gramática. Além disso, se consegue falar inglês de forma correta apenas depois de já se ter fluência no inglês “errado”, pois é como as pessoas costumam falar. Porém, isso não quer dizer que a gramática é inútil, até porque para escrever e ler é essencial dominá-la.

A isso também está relacionado o problema que muitas pessoas têm em aprender inglês, já que o ensino tradicional começa com a gramática, que é chata e mais difícil. Isso desistimula os alunos até mesmo a falar, porque acabam se preocupando em falar certo demais, o que apenas se consegue com muito tempo de treino.

9 – É necessário certificado para provar fluência

Mitos sobre aprender inglês 2

A fluência é comprovada na conversação, em uma comunicação, quando a pessoa sabe falar e ouvir inglês. Por mais que os cursos sejam importantes, desde que possuam boas metodologias de ensino, é possível hoje em dia aprender inglês por conta, dado o grande número de informações que é possível de encontrar na internet.

Além disso, mais importante do que ir às aulas é trazer o inglês para a sua vida, com as coisas que gosta, seja ouvindo música e treinando o ouvindo, seja com seriados, programas de TV e outros ou mesmo lendo revistas, notícias e gibis.

Quer Aprender Inglês Online? Clique Aqui!